Egressa da UFSM/FW participa de programa Jovens Líderes Ibero-Americanos 2018

A egressa do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Maria do campus de Frederico Westphalen, Cleusa Jung, foi selecionada para participar do programa Jovens Líderes Ibero-Americanos 2018, organizado pela Fundação Carolina e Santander Universidades.

O Programa seleciona jovens ibero-americanos – estudantes de toda América Latina, Portugal e Espanha – com excelente desempenho acadêmico, com perfil de liderança e habilidades sociais dentre mais de 300 universidades públicas e privadas, oferecendo aos participantes hospedagem, alimentação e deslocamento durante o período da imersão.

A seleção na Universidade iniciou após a pré-seleção realizada pela Secretaria de Apoio Internacional da UFSM. Cleusa foi selecionada no processo e participou da seleção em nível internacional, sendo uma das duas estudantes brasileiras aprovadas para participar do programa. Esta é a primeira vez que um estudante da UFSM é selecionado para o programa anual dos Jovens Líderes Ibero-Americanos.

“A minha trajetória acadêmica com certeza foi o que me permitiu estar nesse programa. Sempre tive excelentes professores críticos e conscientes da realidade social, política e econômica e isso me permitiu criar consciência acerca de muitas situações sociais. Além disso, o ambiente acadêmico me proporcionou estar inserida em diversos projetos sociais e de pesquisa. Além disso, a minha experiência profissional, por mais que apenas iniciando, mostrou um espírito de liderança, o que o programa busca. Com isso, o objetivo é que eu possa ser uma facilitadora ou uma agente de cambio social pelo menos na realidade em que vivo. Sem dúvidas, as experiências que eu tive até aqui me proporcionaram participar desse programa”, destacou Cleusa.

A experiência intercultural

Dos dias 23 de setembro até 5 de outubro, juntamente de mais 31 jovens ibero-americanos, a egressa da UFSM/FW esteve participando de agendas que incluíram reuniões com líderes políticos da Europa a fim de entender qual a relação do continente com os países latino-americanos, oficinas, palestras, conferências e visitas através de uma intensa agenda de imersão social na realidade espanhola e europeia. Além disso, os jovens líderes também estiveram em Madri, Bruxelas, Santiago de Compostela e Salamanca.

Um dos propósitos do projeto é criar uma rede interdisciplinar de jovens líderes ibero-americanos conscientes da importância de fortalecer e potencializar o processo de integração ibero-americano, assim como promover uma nova visão da relação entre latinoamérica e Espanha, atendendo especialmente aquilo que une as duas realidades em uma.

“Foram duas semanas de imersão social na realidade espanhola e europeia. A partir do programa aumenta ainda mais a minha vontade de seguir pesquisando e trabalhando com comunicação, práticas jornalísticas e direitos humanos. Além disso, me fez ampliar o meu olhar acerca do contexto ibero-americano e ainda mais, da latino-americano. Pretendo, além de investigar, poder ser, junto com os demais jovens, uma facilitadora para a criação e execução de projetos entre diferentes países. A mudança começa pelo nosso entorno, então por mais que a nossa mudança de atitudes e ações seja apenas local, isso ajuda a facilitar uma maior consciência crítica social, especialmente em meio ao contexto que vivemos hoje no Brasil”, finalizou Cleusa.

Com informações da Secretaria de Apoio Internacional da UFSM

Sobre Kássia Lutz

Estudante de Relações Públicas na UFSM-FW. Bolsista da Agência de Comunicação.